Helena e Mauro Zukerman são daqueles casais que fazem tudo juntos. Mais que esposa, Helena é a grande parceira de negócios e incentivadora de Mauro.

Eles se conheceram quando Helena tinha apenas 12 anos, moravam em prédios vizinhos, e Mauro era amigo da irmã mais velha de Helena. “Foi amor à primeira vista”, faz questão de contar Helena, apesar de, na época, ele namorar com uma amiga.

“Ela ficava na janela, esperando para vê-lo passar”, lembra a mãe de Helena. “Ela colocava a cabeça no freezer e tirava, acho que para refrescar as ideias, tamanho era o amor que ela sentia”, comenta.

Houve até um pequeno boicote na história do namoro de Mauro. Helena diz que a amiga queria fazer uma surpresa para o então namorado Mauro, e ela, sabendo que ele odiava ser acordado, sugeriu que a amiga fosse despertá-lo. “Ele ficou tão bravo, mas tão bravo que terminou com ela. E o caminho ficou livre, era tudo que eu queria na vida”, ri Helena. Começaram a namorar em 1975.

Quando casaram, por não ter trabalho, Helena conta que não davam nem um ano para seu casamento, e que a união foi banca de aposta entre os amigos. “Todos estavam errados. Deu certo”, conta Helena Zukerman, orgulhosa. “Vivemos nossa vida inteira juntos”, completa.

Como na época do casamento não tinham muito dinheiro, e como Helena estava grávida, o casamento aconteceu apenas na sinagoga, não houve festa.

Apesar dos perrengues de trabalho, Helena sempre foi a principal incentivadora de Mauro, tanto em sua carreira na televisão quanto nos leilões. Ela sempre preparou o cenário para que Mauro pudesse atuar.

“Trabalhamos muito nessa vida. Foram anos de estrada, com filhos pequenos, finais de semana e feriados sem descanso, porque a gente sabia que era o que precisávamos fazer. Sempre tive fé no Mauro”, diz ela. E a fé de Helena se justificou.

40 anos depois e 3 filhos. Helena continua na ativa no comando da Zukerman Leilões, uma das maiores empresas de leilão do Brasil, e que ajudou a construir ao lado de Mauro. “Amor é isso, amor é parceria”, sintetiza ela.