Poucas pessoas sabem, mas Mauro Zukerman já foi, também, um judoca premiado. Motivado a praticar esportes desde os 5 anos de idade, seu pai foi sua maior inspiração. “Meu pai sempre nos incentivou a praticar esportes, desde pequenos, tanto que, aos 7 anos, eu já disputava campeonatos”, relembra ele.

O amor pelo judô nasceu no Clube Hebraica, onde começou a treinar e por onde permaneceu por quase 20 anos. O Hebraica teve grande importância na vida de Mauro; foi lá que diversas passagens importantes de sua jornada aconteceram – como a primeira locução profissional, que contamos aqui

Mauro Zukerman se tornou faixa preta com 16 anos de idade, chegando a 2 Dan, e foi treinado por Hirosi Minakawa e Chiaki Ishii, primeiro judoca brasileiro a ganhar uma medalha olímpica para o Brasil, nos jogos de 1972, em Munique. Mauro Zukerman, federado pela FPJ – Federação Paulista de Judô, se tornou Tetracampeão Paulista de Judô na década de 70.

Perto de seus vinte anos, Mauro parou de treinar e lutar para se dedicar ao desenvolvimento de sua carreira – que, nessa fase, já apontava para a locução.

A presença do judô na vida de Mauro Zukerman

Apesar de, no começo de seus vinte anos ter parado de praticar o esporte, o judô sempre permaneceu presente na vida de Mauro. “Perder e ganhar. Se defender e atacar”. Esse foi o maior ensinamento que o judô trouxe à sua vida, e que ele carrega consigo até hoje.

Hoje, Mauro atua como um incentivador da equipe de judô do Clube Hebraica (papel que executa já há 20 anos), que é liderada por Edison Minakawa, árbitro internacional, colega de sua época ativa no judô e filho de Hirosi Minakawa.

Curiosidade:

Em 2004, quando Atenas sediou os jogos Olímpicos, Mauro viajou para a Grécia acompanhado de seu antigo professor, Chiaki Ishii, para assistir ao judô e surpreender e incentivar a filha de Ishii, Vânia Ishii, que naquele ano disputava o ouro olímpico no mesmo esporte que tornou seu pai famoso.

mauro zukerman e chiaki ishii

*na foto acima, Mauro Zukerman e seu professor Chiaki Ishii