Os leilões de imóveis cresceram, se modernizaram e se popularizaram com o passar dos anos. Com a modalidade online, se tornou ainda mais fácil participar e arrematar um imóvel, sem mesmo precisar sair de casa para isso.

Mas é preciso uma preparação. Mauro Zukerman, ícone do setor no Brasil, te mostra como se planejar para participar de um leilão. Confira!

1) Prepare-se financeiramente

Todos nós sabemos que uma das grandes vantagens de adquirir um imóvel por leilão é encontrar a casa dos sonhos por um valor menor do que o praticado no mercado. Mas isso pode ser colocado em risco se você precisar de um financiamento para adquiri-lo. “Financiar um imóvel de leilão pode diminuir sua margem de economia, isso porque os juros de um financiamento são, geralmente, altos. Faça as contas e veja se é melhor poupar, antes de comprar o imóvel, ou se ainda com o financiamento a compra valeria a pena”, ensina Mauro Zukerman.

2) Tenha em mãos os documentos necessários

Para comprar um imóvel em leilão, é necessário RG, CPF e comprovante de residência. Se for um leilão presencial, você ainda precisará de 2 folhas de cheque, uma para caução, no caso de arremate de um imóvel, e outro para a comissão do leiloeiro.

3) Verifique informações do imóvel desejado

Saber as características físicas do imóvel, da região onde está localizado e se atende as suas necessidades faz com que você entre no leilão com um objetivo pré-definido, e que consiga enxergar melhor até onde está disposto a ir por ele.

4) Faça uma análise do preço do imóvel

Faça uma pesquisa e veja quanto custaria um imóvel como o que está sendo leiloado no mercado. Isso também te dará margem para entender até onde pode chegar no leilão para ter a vantagem de comprar um imóvel por um preço mais atrativo”, explica Mauro Zukerman.

Algumas outras dicas de Mauro Zukerman ao comprar um imóvel de leilão são:

  • No caso de um imóvel ainda ocupado, identifique de quem será a responsabilidade de desocupação;
  • Verifique as formas de pagamento disponíveis para arremates;
  • Assim como a compra de qualquer imóvel, é preciso verificar valor de impostos (como o ITBI), de certidões e cartórios que precisarão ser pagos;
  • Por último, tenha em mente que talvez seja preciso fazer algumas reformas no imóvel arrematado, como aconteceria em qualquer compra. Provisione valores para esse fim.